Home / Performance / 3 dicas para as marcas nas redes sociais

3 dicas para as marcas nas redes sociais

O Buffer, uma ferramenta de compartilhamento entre diversas redes, tem nas redes sociais – e na atuação de marcas neste ambiente – o centro de suas pesquisas.

E da análise de um enorme volume de dados – mais de 16 milhões de posts e mais de 100 mil marcas – para entender o que as marcas andaram fazendo na mídia social no último ano.

Como as marcas usam as mídias sociais

Depois de avaliar Pinterest, LinkedIn, Google+, Facebook e Twitter, a descoberta foi o óbvio: as marcas usam Twitter e Facebook como canais primários – o que faz sentido pois é onde estão as maiores audiências.

As porcentagens:

  • 79,6% dos posts no Twitter
  • 13,8% dos posts para o Facebook
  • 3,6% dos posts para o Google+
  • 2,3% dos posts no LinkedIn
  • 0,5% para o Pinterest

Quantas vezes por semana?

Quem administra perfis corporativos sabe a dor e a delícia de precisar programar posts – e acertar o horário em que a audiência está lá. No estudo, ficou claro que as marcas usam mais o Twitter – o que parece justo, afinal é uma ferramenta de conversa em tempo real.

Nas outras redes sociais, em geral se vê um post por dia.

Confira o gráfico.

BUFFERshares-per-week

Quais tipos de posts conquistam mais engajamento?

Aqui foram avaliados diversos tipos de reação (cliques, compartilhamentos, likes) cada post das marcas conquistou no Facebook e no Twitter. Os vídeos no Facebook ganham com grande vantagem enquanto no Twitter, as fotos lideram o gosto dos usuários.

type-of-posts_engajamento

Os links no Facebook, graças aos recursos de exibir imagens, informações e metadados também têm conquistado a atenção dos usuários.

Um jeito fácil de aumentar o sucesso dos links no Facebook é criar títulos e descrições específicas para o seu post. O Yoast (um plugin de SEO para WordPress) permite que você escolha imagem, título e descrição que serão exibidos na rede do Zuckerberg.

Yoast

O que as marcas estão postando nas redes?

Twitter: 71,09% links; 27,92% fotos; 0,6% fotos múltiplas; vídeos

Facebook: 80,34% links; 19,08% fotos; 0,58% vídeos

LinkedIn: 82,50% links; 17,305 fotos; 0,20% vídeos

Pinterest: metade fotos, metade links

Google+: 71,51% links; 28,02% fotos; 0,28% vídeos

As 3 lições para experimentar nas redes sociais

1. Os vídeos são subutilizados

Apesar de tantos elogios ao vídeo, os dados mostram que as marcas ainda não os utilizam.

No Facebook, um vídeo tem três vezes mais engajamento que qualquer outro tipo de conteúdo. Só que de 7 posts por semana na rede, menos de 1% são vídeos. A maior parte são links e apenas 19% são fotos.

A lição é compartilhar mais vídeos no Facebook, ainda mais agora que eles oferecem transmissões ao vivo, e acompanhar como isso afeta o engajamento dos seus fãs.

2. Links são campeões (apesar de compartilharmos muitos?)

Em qualquer rede social, links são metade do conteúdo. No Facebook e no LinkedIn, mais de 80% do conteúdo são links, no Twitter é pouco mais de 70%.

Entretanto, se você notar o gráfico de engajamento, links vêm depois de vídeos no Facebook e depois de fotos no Twitter.

Claro que para marcas, é importante trazer tráfego para o site através das redes sociais. Uma boa possibilidade é que ao usar menos links e mais vídeos, isso aumentasse a conversão dos posts com links. Por exemplo, no Facebook, se os vídeos aumentam o engajamento e o alcance, mais usuários verão seus links quando forem postados.

3. As marcas ainda não entenderam LinkedIn e Pinterest

Segundo um estudo deste ano, 59% dos usuários do LinkedIn não usam Twitter ; 83% não usam Pinterest e 13% não usam o Facebook. Isso significa que a menos que você os capture no Facebook, os usuários do LinkedIn podem ser um mercado inexplorado para a sua marca.

Segundo este estudo, marcas postam apenas três vezes por semana no LinkedIn, embora postar todos os dias úteis permite alcançar 60% da sua audiência.

O Pinterest também é uma oportunidade perdida para muitas marcas. Segundo um estudo feito pela Shopify, dois milhões de pessoas salvam produtos todos os dias e 87% dos usuários da rede dizem que compraram algo que encontraram enquanto estavam criando seus quadros.

Apesar do enorme potencial do Pinterest, as marcas postam por lá de quatro a cinco vezes por semana, quando deveriam estar postando muitas vezes por dia. As marcas que lideram por lá adotam essa estratégia: muitos posts, sempre.

Gráficos: Buffer, Imagem: epowerconsults via Compfight cc