Home / Vendas / Funil de vendas: 4 dicas para melhor utilizá-lo

Funil de vendas: 4 dicas para melhor utilizá-lo

funil de divulgação
Analisar o funil de vendas é atividade fundamental em qualquer e-commerce. Através dele você conhece melhor o seu cliente, consegue aumentar as taxas de conversão e tem ideias que revertem em mais negócios.

Como os dados extraídos do funil de vendas impulsionam decisões, identificam melhores leads, aumentam o número de conversões e ajudam a medir o sucesso dos resultados do negócio, talvez seja melhor incluir esse controle em sua rotina.

O funil de vendas digital costuma ser dividido grosseiramente em 4 etapas. No e-book sobre funil de vendas, o Instituto Endeavor defende que “Na prática, não existe uma regra definida sobre a estrutura do processo de vendas, nem quantas etapas ele deve ter. Depende de seu modelo de negócio, de sua abordagem, do produto ou serviço, do ciclo decisório de seu cliente, entre outros fatores que influenciam na venda”.

O processo de construção de um funil de vendas, quando bem feito, já cria por si só mais clareza sobre as estratégias, táticas e público-alvo. Abaixo quatro pontos que merecem atenção – e irão ajudar a ter mais sucesso.

 

  1. De onde vêm as conversões? Você disparou e-mail marketing, fez post no blog, publicou no Facebook, Twitter, LinkedIn e Pinterest. É preciso saber não só quantas pessoas compraram de fato através de cada um dos canais, como qual foi o desempenho de cada um deles. Qual oferece retorno mais rápido? Qual ajuda a construir marca? Como fica o ciclo de vendas em cada um. Lembre-se de avaliar resultados não apenas no momento, mas também a curto, médio e longo prazo.
  2. Marketing de conteúdo? Uma das estratégias mais utilizadas para conduzir seus leads pelo funil de vendas é o marketing de conteúdo, que os prepara para se tornarem clientes, oferecendo conteúdos diferentes para cada estágio do funil. Mas qual conteúdo gera mais leads? E qual gera mais clientes? Observando esses resultados a cada estágio você consegue saber quando usar um e-book, quando é melhor oferecer um post no blog ou um webinar. Seu conteúdo será o parceiro do cliente a cada etapa.
  3. Qual ferramenta dá mais resultado? Quando você analisa seu funil de vendas, fica mais fácil saber quais recursos geram mais retorno e ter novas ideias para entender melhor seu cliente. Você pode, por exemplo, descobrir um comportamento de busca de seus clientes e quais são os fatores que influenciam suas decisões de compra. Num mercado competitivo, como o que temos hoje no Brasil, acomodar-se é perder a chance de novos negócios.
  4. Qual a vantagem de cada estratégia? Se você não conseguir quantificar os resultados, com o ROI (Retorno sobre Investimento, em inglês), não vai conseguir saber o que é bom, o que dá melhores resultados ou aperfeiçoar táticas e estratégias. Sempre é possível, no processo, aperfeiçoar, eliminar gargalos, aumentar a rentabilidade. Por isso a regra no e-commerce é… teste, teste, teste e teste de novo. Ações e estratégias que não trazem resultados podem e devem ser abandonadas para que você possa investir mais nas que dão retorno.

Inspirado por: NextIdea
Imagem: miss_rogue via Compfight cc

2037 Lido total 1 Lido hoje