Home / Performance / 4 motivos porque seu tráfego de mídia social não converte
sm icons _ cc

4 motivos porque seu tráfego de mídia social não converte

sm icons _ cc

Você criou uma voz para sua marca, pesquisou as personas e conquistou uma legião de fãs que interagem com a sua marca. E, apesar do seu empenho no Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, Pinterest e até se aventurou pelo Snapchat, são poucos os que se transformam em clientes pagantes.

A mídia social acabou? Ou é a sua campanha que não funciona?

O empreendedor de negócios de risco Fred Wilson escreveu, em “O que acaba de acontecer”: “A fase de mídia social da internet acabou”. Ok, as redes sociais não têm mais grandes inovações. Mas o jeito como as pessoas usam as redes e o compartilhamento, sim, continua a evoluir. Basta olhar a pesquisa de 2015 da Pew Research.

Ao perguntar aos participantes como usavam seus aplicativos de mensagens nos celulares, os pesquisadores descobriram que 36% usavam apps como WhatsApp, Kik ou iMessage e que 49% dos que tinham entre 18 e 29 anos usam apps de mensagens.

Houve, portanto, uma mudança de paradigma e vivemos num tempo de mensagens e compartilhamentos sociais. Entender essa mudança é importante para conseguir descobrir como converter o tráfego das redes sociais.

Segundo a Salesforce, 77% das empresas B2C conseguiram clientes no Facebook e 43% das empresas de marketing conseguiram clientes através do LinkedIn. Se eles podem, você também pode.

1 – Você não está maximizando seu impacto

A estratégia postar e vender não funciona. O foco deve ser saber como a sua audiência fala sobre marcas nas redes sociais. Segundo a Adweek, 77% de todas as conversas sobre marcas nas redes tratam de procura de conselhos, informações ou outro tipo de ajuda de usuários.

Ninguém vai lá para comprar um produto, mas para resolver problemas – e ao aprender podem resolver comprar. As pesquisas do Google sobre a jornada de compra mostram que as redes sociais confirmam as percepções sobre marcas, mas raramente interferem nos hábitos de compra.

Ouvir o que é dito sobre a sua marca/produto nas redes sociais é o bom começo. Saiba o que e onde as pessoas estão falando de você. Participe da conversa e ajude todos os clientes em apuros. Tenha conversas bacanas, que vão além dos seus produtos/serviços – e use sua base de conhecimento em favor do consumidor.

Os resultados podem valer a pena. 71% das pessoas tende a recomendar uma marca depois de receber uma resposta rápida numa rede social. No Twitter, 67% dos usuários são mais inclinados a comprar das marcas que seguem.

 2 – Você está na plataforma errada

De onde vêm seus clientes? Por quê? Use o Google Analytics para descobrir de qual rede social seus consumidores vêm. Cada uma delas exige estratégia própria. É importante saber porquê escolhem uma plataforma e criar a sua presença no ambiente. É possível oferecer serviços, códigos de desconto, recursos grátis.

O Facebook oferece bons recursos às empresas para ajudar a engajar seus clientes. No Twitter, há novas ferramentas disponíveis que são muito interessantes. E no LinkedIn os grupos podem realmente ser uma fonte inesgotável de tráfego – principalmente os maiores, que têm mais de cinco mil membros. Compartilhe seu conhecimento e crie clientes.

3 – Você está conseguindo o tráfego errado

O primeiro motivo da não conversão é você conquistar o tráfego errado – e isso pode derivar da plataforma que está usando. Você não pode decidir o que seu cliente quer e a razão pela qual compram de você.

Para conquistar o público que deseja, a receita tem três passos:

  1. Use as ferramentas disponíveis para pesquisar e ter respostas sobre o que seus seguidores ou fãs desejam/gostam nos seus serviços, o que os fez escolher a sua marca entre tantas.
  2. Passe algum tempo acompanhando o que seus seguidores em potencial falam sobre a sua marca e seus competidores.
  3. Crie uma conversa nas redes sociais que tenha possibilidade de se transformar em conversões – e isso nem sempre é um caminho direto.

4 – Você está mandando o tráfego para o lugar errado

Quando o seu seguidor ou fã clica num post você sabe para onde vai o seu tráfego? Existem três cenários possíveis para a conversão através de redes sociais, segundo a Kissmetrics:

  1. O link leva para uma landing page relevante onde o internauta completa uma ação (cadastro para acesso a conteúdo, por exemplo)
  2. O link leva para o conteúdo que gera o interesse ou faz o lead.
  3. O link leva para o blog, se cadastra na newsletter e gera o interesse/lead.

Para cada cenário é preciso uma estratégia de conteúdo que ajudará a transformar visitantes curiosos em clientes ativos. Portanto, é preciso atenção aos links que você publica nas redes sociais.

Imagem:cilipmarketing via Compfight cc

899 Lido total 1 Lido hoje

Um comentário

  1. Existe um site especializado em trazer visitantes para lojas virtuais chamado Central de Lojas Online. Esse site divulga a loja todos os dias e para sempre gratuitamente. É ótimo para quem quer muito resultado sem gastar NADA. Além disso, esse mesmo site oferece GRÁTIS um selo de loja confiável o que aumenta em até 73% as conversões nas vendas. Isso sem falar na melhora no SEO.