Home / Gestão / 5 requisitos para sobreviver e lucrar no e-commerce
e-commerce

5 requisitos para sobreviver e lucrar no e-commerce

e-commerce

Vivemos tempos de muitas novas possibilidades no e-commerce, conforme os hábitos de compra continuam a migrar entre as plataformas online e as móveis. Os negócios tradicionais do varejo tiveram que se adaptar ao digital para manter sua presença. E até empresas nativas do e-commerce tiveram que se esforçar para acompanhar as mudanças e evoluções de seus clientes.

Quando usa qualquer plataforma para fazer suas compras, o cliente deseja que o site seja rápido, envolvente, responsivo. Eles não suportam erros de carregamento e saem rapidamente a qualquer engasgo ou página indisponível.

Segundo um estudo feito pela TagMan, um segundo de demora no carregamento pode representar uma queda de 11% nos page views, 16% na satisfação do cliente e causa perdas de conversões da ordem de 7%.

O surgimento da mobilidade acrescentou complexidade ao desafio. Um estudo da RetailMeNot feito recentemente deu conta de que o Reino Unido é o mercado mobile mais maduro na Europa, com 28% dos clientes usando seus smartphones para fazer compras. Se por um lado é uma linda oportunidade de aumentar suas vendas e conversões, também cria novas expectativas nos clientes – e outros obstáculos.

Conseguir entregar um desempenho satisfatório para dispositivos móveis é totalmente diferente de entregar desempenho satisfatório para usuários de computadores. As redes móveis foram projetadas primariamente para voz – e não tráfego de dados. E são frequentes questões de interrupção do serviço e lentidão, que afetam os tempos de carregamento.

Além disso, o contexto amplo de uso dos dispositivos móveis também afeta o seu desempenho. Um exemplo claro é a menor capacidade de processamento quando comparados aos computadores. Neste ambiente de rápido crescimento digital, aparelhos, redes, software, padrões e protocolos estão em fluxo constante. Isso cria uma complexidade e imprevisibilidade que tornam difícil assegurar o melhor desempenho – e uma experiência de usuário consistente e sem diferenças.

Para reduzir os pontos de atrito e entregar experiências de navegação com ótimo desempenho, é preciso não só trabalhar na experiência de uso, mas criar um modelo de custo eficiente. Usar tecnologias já testadas e fornecedores de confiança permite aos negócios entregar e melhorar a experiência do usuário. Esta estratégia acaba por aumentar as conversões e engajamento do usuário – uma meta básica para qualquer negócio digital.

Existem cinco fatores que você precisa pensar para entregar experiências rápidas e confiáveis nas suas plataformas de e-commerce.

1. Alto desempenho

Para o internauta, especialmente nos dispositivos móveis, a velocidade é fundamental para uma boa experiência. Para o e-commerce entregar o site rápido em alta qualidade com conteúdo altamente interativo é crítico para aumentar as taxas de conversão.

Para conseguir estes resultados de alto desempenho a partir do ambiente tradicional de servidores é preciso adotar outras estratégias. Devido à mudança rápida e inovações constantes, as empresas precisam de rapidez e agilidade. Se não usarem a melhor arquitetura para entregar a responsividade que seus clientes desejam, a concorrência o fará.

O desempenho de sites com desenho responsivo pode ser melhorado medindo o desempenho do ponto de vista do usuário. Em especial, atenção aos tempos de renderização e o tempo para a primeira interação, através da melhor da entrega do front-end. E, além disso, é preciso que seu negócio desenvolva padrões de desempenho que devem ser conquistados e mantidos.

2. Escalabilidade

No e-commerce este é o ponto crítico. Conseguir escalar para um aumento no volume de negócios exige tecnologia e arquitetura que permitam acesso rápido dos dados e desempenho ágil das aplicações. Este desempenho precisa ser mantido – mesmo que os dados e aplicações rodando aumentem.

As empresas precisam garantir que terão capacidade de atender grandes picos de tráfego. E a questão é desafiadora quando se associa a ela a baixa capacidade de processamento dos aparelhos móveis. Os melhores resultados saem, claro, do poder de escala de uma plataforma robusta.

Mais que simplesmente ter hardware, espaço e conectividade na arquitetura que existe, diversas empresas conseguem escalar seus sistemas através de serviços de terceiros, além de usar recursos como cache e carga avançada.

3. Disponibilidade

Nada é pior para um e-commerce que uma falha de navegação. Isso é certeza que seu cliente irá direto para o check-out de seu concorrente. Ter grande disponibilidade nos servidores permite servir suas páginas mesmo quando outros sites falham.

Quando buscar soluções para garantir a disponibilidade, a sua empresa precisa garantir que terá serviços inteligentes à disposição. Aqui na JET – e em todos os SaaS – a disponibilidade é monitorada permanentemente e sempre que necessário são feitos redirecionamentos para garantir que seu site estará no ar o tempo todo.

A maior proteção para o seu negócio é que seu conteúdo esteja sempre disponível – e isso é crítico em um ambiente competitivo como o e-commerce. Manter seu site no ar é vital para o seu sucesso.

4. Inteligência

Aperfeiçoar a experiência no e-commerce depende fortemente de entender e atender às necessidades do seu usuário. Especialmente as que são relativas à conexão.

Para melhorar a experiência em todos os cenários, as empresas do e-commerce precisam extrair informações sobre os aparelhos e redes para que tenham conhecimento consistente e confiável de como a sua audiência consome dados móveis.

Coletar informações sobre as requisições, inclusive informações sobre os tipos de equipamento e condições da rede pode permitir oferecer experiências personalizadas para cada usuário final. Isso também diminui investimentos e atualizações num ambiente em que existem cada vez mais dispositivos.

5. Segurança

Quanto mais o canal digital cresce, maiores são as ameaças. E a cada vazamento de dados de empresas, maior a desconfiança dos usuários.

A perda de lucratividade e arranhões à imagem da marca são os principais problemas aqui. Por isso cada vez mais as empresas investem em soluções que garantem a segurança das transações e informações.

Os clientes exigem uma experiência segura. Uma única experiência negativa pode ter impactos enormes tanto na sua base de clientes como na lealdade.

Via: Information Age, Imagem: Blue Diamond Gallery CC-BY

1122 Lido total 1 Lido hoje