Home / Gestão / Como saber se é a hora de investir em um e-commerce?

Como saber se é a hora de investir em um e-commerce?

Montar um e-commerce se tornou o desejo de muitos, não apenas daqueles que querem abrir uma nova empresa, mas também dos empreendedores que pretendem expandir seu negócio. Contudo, no momento de investir em e-commerce, surge aquela dúvida: será que é a hora certa?

Para responder a essa pergunta é preciso levar em consideração alguns fatores. Como qualquer outra empresa, a loja virtual precisa de um planejamento para ter sucesso. Não é uma boa ideia, por exemplo, começar com um grande estoque de um produto que você não sabe se será aceito.

Quem já está atuando no mercado e quer expandir para o ambiente online terá mais facilidade na gestão do negócio. No entanto, será necessário conhecer os processos tecnológicos envolvidos.

Quer saber quais fatores devem ser avaliados antes de investir em e-commerce? Continue lendo e confira!

O seu público está cada vez mais online?

Atualmente é difícil encontrar alguma área que não tenha sido beneficiada pela digitalização. Até mesmo aqueles que vendem serviços — como os consultores —encontraram na internet um meio para alavancar suas vendas. Com ferramentas como o Skype, eles podem atender clientes de qualquer parte do mundo.

Se temos à disposição essas ferramentas tecnológicas que facilitam nosso dia a dia, não há razões para não utilizá-las. Os aplicativos para bancos são bons exemplos disso. Muitas operações que antes só podiam ser realizadas na agência foram simplificadas e agora podem ser executadas a partir de alguns cliques na tela do smartphone.

O público está cada vez mais acostumado a essas comodidades e não vai voltar atrás. Quando alguém dá um serviço diferenciado para os consumidores, os concorrentes precisam oferecê-lo também — caso contrário, ficarão para trás.

Você sente que precisa atender outras regiões?

O caminho comum de quem precisa expandir seu negócio é abrir filiais para atender outras regiões inexploradas. Pelo menos era assim até pouco tempo atrás, certo? Atualmente, porém, temos a opção de atender diversas regiões ao criar uma loja virtual.

Para o proprietário, o esforço de atender alguém que mora na mesma região ou do outro lado do país é o mesmo. Para o consumidor, muda o valor do frete e o prazo de entrega. No entanto, quando falamos em produtos com descontos imperdíveis ou difíceis de serem encontrados, pouco importa esperar alguns dias a mais.

As lojas físicas ainda são importantes, é claro. Se pretende abrir filiais, você pode se beneficiar com o e-commerce mesmo assim. O omnichannel é um conceito que prega a unificação dos canais de comunicação. A sua loja virtual tem que ser uma extensão do seu negócio e não um novo empreendimento.

Imagine que um cliente comprou um produto seu pela internet, pois estava em promoção por tempo limitado e ele estava sem condições de sair do trabalho nesse dia. Ao chegar em sua casa, o objeto apresenta um defeito e ele precisa trocar.

Nesse caso, é mais viável para o cliente ir até a loja mais próxima e fazer a troca no estabelecimento. Por isso, todas as peças precisam estar harmônicas para que a engrenagem funcione corretamente.

Os custos para expandir o negócio poderiam ser menores?

Talvez o maior empecilho em expandir o negócio seja o custo para abrir e manter o novo estabelecimento. Afinal, o custo do aluguel, da água, da luz e de outras contas consome uma quantia considerável da verba todos os meses. Ao unificar sua distribuição em um espaço, esses valores são reduzidos.

O gasto com funcionários também tende a cair, pois há muitas funções que não serão necessárias ao investir em e-commerce. Os vendedores são exemplos de profissionais dispensáveis nessa modalidade. Para vender o seu produto, basicamente você precisará fazer a divulgação e dar suporte aos clientes.

A divulgação é outro fator que entra nessa lista. Se você está investindo em uma plataforma online, sua campanha será majoritariamente feita nos canais digitais.

As ações de marketing digital são mais flexíveis e costumam apresentar um excelente ROI (retorno sobre o investimento). O usuário pode clicar em seu anúncio e ser levado diretamente para a página de venda.

A empresa precisa de uma modernização?

Este item complementa o primeiro. Com o público cada vez mais conectado, a empresa precisa se modernizar para atendê-lo. Muitos empresários já entenderam isso e estão presentes em diversas plataformas, como as redes sociais.

Porém, grande parte das empresas ainda faz o básico e não explora as possibilidades que o meio digital oferece. Marcar presença é o primeiro passo, converter pessoas em leads e aumentar as vendas é outra história.

Nem todos têm intimidade com as ferramentas tecnológicas, é compreensível — afinal, a evolução é constante e acelerada. Portanto, será preciso terceirizar algumas funções. Ao contratar uma plataforma especializada para cuidar da gestão e da operação do seu e-commerce, você consegue se dedicar às decisões estratégicas.

Existe a necessidade de conhecer mais o público-alvo?

Muitas vezes achamos que conhecemos bem o nosso público-alvo até alguém oferecer algo diferente e conquistá-los. Essas oportunidades só são possíveis de serem encontradas com muito estudo. Dificilmente isso ocorre na base da sorte.

Uma característica interessante do marketing digital é a coleta de dados exatos. Em vez de questionários e pesquisas de campo, temos informações completas dos usuários sem precisar abordá-los. Além do perfil demográfico, conseguimos saber seus interesses e hábitos.

O Google Analytics é a principal ferramenta para fornecer os dados coletados nos websites. Por meio dela, podemos conhecer quem está acessando e quais páginas são mais populares. Se a página de determinado produto recebe muitas visitas, mas vende pouco, por exemplo, isso é um alerta. Talvez o preço esteja alto ou a descrição pouco atraente.

Essas inúmeras informações permitem que você tenha insights e melhore seus produtos ou anúncios constantemente. Assim, é possível se antecipar e oferecer o que os consumidores realmente precisam.

Você quer estar disponível 24 horas por dia?

Infelizmente, não é viável para a maioria dos comerciantes abrir as lojas 24 horas por dia. Os motivos são diversos, desde o pagamento de horas extras para os funcionários até a falta de segurança em determinados horários. Com um e-commerce, contudo, esses problemas desaparecem.

Sabemos que nem todos podem sair no horário comercial para fazer compras. Nesse caso, geralmente a pessoa tem duas opções: ir ao shopping ou comprar pela internet. Se não for urgente, a segunda opção é mais viável, pois ela não terá que gastar com transporte e estacionamento.

Aquela história de ganhar dinheiro dormindo é verdadeira — entretanto, você precisará trabalhar um pouco antes disso acontecer.

Portanto, seja o seu objetivo abrir um novo empreendimento ou expandir o seu negócio, investir em e-commerce traz benefícios que não são possíveis em estabelecimentos físicos. Você pode fortalecer a sua marca e encontrar mais clientes ao criar a sua loja virtual.