Home / Performance / Dados: como extrair informação da análise
dados

Dados: como extrair informação da análise

peça de xadrez: cavalo

Qual produto mais vendeu? Qual o horário? Qual foi o retorno da campanha? Qual a informação demográfica? Quantas reclamações no serviço de atendimento? Estas informações, fundamentais para os profissionais avaliarem seu planejamento, a campanha, o desempenho do e-commerce, entre outras muitas coisas, ficam a cargo.

Números, sabemos e sempre dizemos, são uma das grandes vantagens dos negócios digitais – e do e-commerce. O sucesso depende deles? Sim, com certeza. Afinal, é dos relatórios de dados que saem do Analytics a cada instante que nascem não só as estratégias, mas também as correções delas.

Dicas para usar os dados de forma inteligente

Há informação para ser consumida por humanos e informação para os computadores. As duas formas têm que andar juntas – e ser compreendidas por todos dentro da sua empresa. Do diretor ao analista, do gerente ao vendedor, é importante que todos os envolvidos na cadeia do e-commerce entendam os dados – e saibam como extrair o melhor deles.

  1. Estude. Mantenha toda a equipe atualizada. Webminars, White papers, vídeos. Valem todas as ferramentas para incorporar informação de qualidade à sua empresa.
  2. Ferramentas devem ser bem utilizadas. Para que suas ferramentas funcionem, é preciso cumprir diligentemente os passos, preencher todos os campos, criar marcadores, manter registros. O trabalho prévio resulta em informação de mais qualidade. Talvez seja preciso treinar a equipe para que saibam como cada sistema funciona e a importância de evitar atalhos – que costumam economizar tempo no momento e atrasar a entrega de resultados quando precisamos consultar bases.
  3. Foque no resultado que precisa. Se você precisa de números para planejar a produção, vai precisar saber as taxas de conversão por produto. Se você precisa de desempenho de campanhas, precisará saber como e quando as conversões acontecem – muitas vezes, os carrinhos são abandonados até a noite ou final de semana, pois as pessoas começam a compra em um lugar ou equipamento e terminam em outro. Cada área precisa conhecer muito bem o painel de administração de suas ferramentas, o que podem entregar e, importante, como consultar as bases.
  4. Administre os níveis de acesso de sua plataforma. Nem todos os funcionários precisam de todas as informações em seus painéis. Mesmo assim, continua importante que todos os envolvidos tenham acesso à informação completa. Espalhar informação sempre é uma forma inteligente de produzir eficiência e inovação.
  5. Saiba o que fazer com a informação. De nada adiantam dados fresquinhos, fiéis à realidade, se eles não ajudam a chegar a objetivos concretos: realinhar o planejamento com a realidade; estabelecer e cumprir metas; checar se o ROI estabelecido foi alcançado, entre muitos outros.
  6. Crie ideias. Os relatórios são ótimos para a contabilidade. Nos negócios, o que realmente faz a diferença são os alertas, as ideias e as derivações. Para fazer isso é preciso saber fazer as perguntas e relacionar as informações que você já tem.

A mágica dos dados aparece quando as pessoas entendem as suas possibilidades e suas perguntas são menos sobre o acerto das decisões passadas e mais sobre as informações para tomar melhores decisões agora.

E assim você aperfeiçoa seu marketing, aumenta conversões, faz suas campanhas desempenharem mais.

Foto: Skley via Compfight cc

1040 Lido total 1 Lido hoje