Home / Gestão / E-commerce: 7 tendências de mercado que você não pode ignorar!

E-commerce: 7 tendências de mercado que você não pode ignorar!

Você sabe quais são as novas tendências de mercado na área de e-commerce? Se sua resposta for não, então você pode estar perdendo grandes oportunidades de faturar muito mais com um negócio em pleno crescimento: o mercado online!

Para se ter uma ideia do que estamos falando, embora o cenário econômico do país não seja um dos melhores, em 2016 o e-commerce conseguiu obter um crescimento de 11% em relação ao ano anterior, faturando cerca de R$ 53,4 bilhões. Enquanto isso, o mercado offline sofreu uma queda de 6,2% em seu faturamento.

Esses dados sobre o avanço do mercado eletrônico nos dão uma grande injeção de ânimo para continuarmos investindo nessa área, não é mesmo?

Então, se você também está interessado em aproveitar essa boa fase do e-commerce, acompanhe as 7 tendências sobre esse mercado que separamos neste post especialmente para você.

Vamos lá? Boa leitura!

1. Maior utilização dos dispositivos móveis

Hoje, os dispositivos móveis representam mais da metade do tráfego na internet e, de acordo com as expectativas dos especialistas, espera-se que em 2017 haja um aumento de 25% no uso desses aparelhos em detrimento ao desktop.

Dessa forma, é muito importante procurar otimizar bem os sites para melhorar a usabilidade, aumentar o engajamento e oferecer uma experiência única de navegação para os usuários.

Lembre-se de que hoje os mobiles são mais do que simples aparelhos utilizados para se comunicar com alguém ou acessar a internet, eles são a vitrine onde seus produtos podem ser exibidos de forma clara e harmoniosa.

Portanto, certifique-se de acompanhar essa excelente tendência de mercado e ofereça aos seus consumidores maior acessibilidade e conforto para realizarem suas compras.

2. Acompanhamento de informações em tempo real

Uma das tendências mais importantes para o e-commerce é o acompanhamento das informações em tempo real, pois isso ajuda na tomada de decisões mais adequadas e inteligentes.

O monitoramento e análise de métricas é um bom exemplo do que estamos falando. Uma campanha de marketing pode ter sua performance monitorada e, caso se perceba que ela não está gerando os resultados esperados, é possível mudar de estratégia para conseguir melhorar a conversão e obter um ROI mais significativo.

Existem muitos softwares bons no mercado que auxiliam nesse monitoramento e fornecem relatórios com informações precisas para uma melhor otimização da plataforma de e-commerce.

3. Múltiplas formas de pagamento

Uma das grandes tendências que torna o e-commerce especial é a gama de possibilidades de pagamento que as plataformas oferecem de maneira descomplicada, rápida e, principalmente, segura.

Hoje, o consumidor pode contar com o conforto e comodidade que a tecnologia oferece. As chamadas carteiras virtuais são um bom exemplo disso.

O interessante dessa forma de pagamento é que o seu cliente não precisa expor os dados do cartão de crédito ou bancários se não quiser. Ele pode realizar uma compra, utilizar os serviços da carteira virtual para fazer o pagamento e receber a cobrança posteriormente na fatura do cartão de crédito.

Ainda, para maior segurança, ele sempre recebe uma notificação via e-mail para confirmação e aprovação da compra.

Além das várias facilidades para realização de pagamento parcelado, a maioria das plataformas de e-commerce sérias também contam com uma boa logística para garantir a entrega em dia, a troca ou devolução de produtos, caso o cliente não fique satisfeito.

4. Entrega de produtos personalizados

A maioria das pessoas gosta de produtos exclusivos e está disposta a pagar um pouco mais para ter algo personalizado e diferente.

Investir em tecnologia que possa oferecer opções únicas para o seu cliente é uma boa forma de fidelizá-lo e torná-lo divulgador da sua marca.

Há algumas ferramentas que podem ser implantadas em sua plataforma para captar o comportamento de compra do usuário, podendo, assim, encaminhá-lo para uma página onde ele encontrará um produto mais apropriado a seu perfil.

Um estudo revelou que cerca de 42% das pessoas se interessam por algum tipo de tecnologia que sirva para personalizar seus aparelhos de smartphones, smartwatchs, dentre outros. O importante é ter algo diferente e moderno. Portanto, investir nessa área pode ser o seu diferencial.

5. Maior utilização dos Chatbots

Os chatbots são umas das tendências de mercado mais interessantes para manter o engajamento com o cliente.

Embora seja um software de comunicação automatizado, ele tem a capacidade de evoluir a cada conversa que tem com um usuário, podendo, assim, interagir melhor a cada novo diálogo que tiver.

Eles podem ser utilizados para solucionar dúvidas, fazer ofertas e, até mesmo, concluir uma venda, tudo por meio de uma inteligência artificial capaz de identificar os padrões de comportamento dos consumidores.

Os chatbots também ajudam bastante na otimização do atendimento ao cliente, pois fornecem uma resposta mais ágil do que se esse cliente tivesse que esperar para ser atendido por uma pessoa.

Outra vantagem importante desse sistema: os softwares utilizam alguns apps, como o Twitter, Telegram e o Facebook para interagir com os clientes de maneira bastante dinâmica.

6. Tendência Omnichannel

No passado, o consumidor não tinha muitas opções de compra — tudo se resumia a lojas físicas, vendas por catálogo, telefone ou as famosas vendas porta a porta. Mas, hoje, com o avanço do mercado online, o consumidor passou a ter um comportamento multicanal. Ele começou a interagir com as mais diversas marcas por meio de sites, aplicativos e redes sociais, além das lojas físicas.

Com isso, surgiu o conceito denominado omnichannel: uma estratégia que integra vários canais de consumo ao mesmo tempo, oferecendo ao cliente uma experiência única de compra em qualquer canal que ele escolha — sem restrições de horário, local ou meio.

De acordo com o próprio Google, essa tendência tem crescido bastante e, hoje, observa-se que 85% dos consumidores podem iniciar uma compra em um determinado canal e finalizar em outro, ou seja, ele pode realizar sua compra online, por exemplo, e fazer a retirada do produto em outro canal de sua escolha.

Segundo o IDC Retail Insights, os consumidores omnichannel têm a tendência de gastarem até 30% a mais em suas compras — daí a necessidade de focar nessa nova tendência de mercado para não perder espaço para a concorrência.

7. Maior investimento em inteligência artificial

O e-commerce está adotando vários softwares de inteligência artificial para melhorar a performance de suas plataformas.

O investimento feito tem o objetivo de reduzir custos e evitar erros com falhas humanas, trazendo, também, maior segurança tanto para o consumidor quanto para o lojista.

O foco dessa tendência também é tornar a experiência de compra do consumidor mais otimizada e segmentada, além de buscar acompanhar e analisar o comportamento desse consumidor no ambiente online, utilizando as informações para futuras estratégias de marketing.

Estamos em plena expansão de tecnologias mais inteligentes que possibilitam rastrear o seu público-alvo em qualquer canal que ele navegue. Dessa forma, é possível antecipar seus passos e aumentar suas chances de vendas.

Enfim, como vimos neste post, as melhores tendências de mercado no e-commerce têm como foco a melhoria do relacionamento com o cliente, trazendo para ele uma experiência mais agradável dentro da plataforma.

Então, gostou de conhecer quais são as melhores tendências de mercado para o e-commerce? Se quiser mais conteúdos interessantes como esse é só assinar nossa newsletter!

Um comentário

  1. Boa Noite!

    Li o e-book e tudo pra mim é novidades.

    Gostaria de saber se empreendedores interessados em e-commerce de forma intermediaria não será um campo de desenvolvimento? Vocês acreditam que a partir de agora, inicia-se um processo de diminuição de intermediários?

    A minha intenção seria abrir um e-commerce na área de vestuário feminino e masculino, atuando como intermediário.