Home / Operação / O que é e como utilizar a estratégia de cross docking?
cross docking

O que é e como utilizar a estratégia de cross docking?

Diversos empreendedores encontram dificuldades diárias para gerenciar a parte logística de seus negócios.

A boa notícia é que hoje existem soluções diferenciadas para facilitar o cumprimento dessa tarefa. Uma delas é a estratégia de cross docking.

Nesse processo, os produtos recebidos são redistribuídos sem a necessidade prévia de armazenamento. Uma característica essencial é a limitação de tempo entre o recebimento do item e sua redistribuição, que não deve ser muito extenso. Há, inclusive, uma divisão na opinião de especialistas, sendo que alguns defendem que o período máximo não deve ser superior a um dia, para que, de fato, o processo seja considerado um cross docking.

Para exemplificar como a estratégia pode ser aplicada no e-commerce, listamos uma série de dicas que mostram o funcionamento e o poder dessa estratégia. Acompanhe!

Verifique os benefícios para sua empresa

Conhecer os diversos benefícios que o cross docking oferece é fundamental para entender melhor como ele pode se adequar à sua realidade. O termo “redução” é bastante presente nessa lista de vantagens, já que essa é uma das máximas que a estratégia proporciona.

Diminuição de custos, de produtos avariados e do tamanho do espaço necessário para realizar tarefas logísticas são alguns dos exemplos que se encaixam nessa situação.

Um outro fator interessante é que ele contribui de forma significativa para uma circulação melhor e mais rápida dos produtos, evitando possíveis dores de cabeça com o estocamento a longo prazo.

É importante entender também algumas características diferenciadas que esse sistema exige para funcionar a todo vapor. Dentre elas, podemos citar a necessidade de sincronizar fornecedor e pedido, e também um bom gerenciamento para evitar a falta de produtos no estoque.

Conte com um ERP eficiente

Esse é um passo importante, que não pode ser negligenciado na hora de implantar uma estratégia de cross docking eficiente. Um ERP inadequado pode prejudicar o andamento do processo de forma determinante.

Podemos definir os ERPs como softwares capazes de integrar todos os processos referentes ao cotidiano da empresa em um único sistema. Em inglês, a sigla ERP significa Enterprise Resource Planning, o que pode ser traduzido como Planejamento dos Recursos da Empresa.

Essa simples definição já indica que entender o funcionamento interno do negócio e organizá-lo de forma sistemática é fundamental para que o cross docking possa funcionar na prática.

Mas como escolher um ERP que cumpra todos os propósitos necessários? O primeiro passo é entender quais informações são as mais importantes e para onde elas devem ser transmitidas. A partir dessa análise interna é possível pesquisar no mercado as alternativas que melhor se adéquem às suas necessidades.

Vale lembrar que o ERP é um sistema de gestão, que, por sua vez, tem características específicas em cada tipo de negócio. Isso reforça a importância de entender a sua demanda para fazer a escolha mais correta.

Identifique os fornecedores adequados

Alguns princípios apresentados, como o pouco tempo para redirecionar os produtos e a necessidade de fazer um gerenciamento eficiente da entrada e saída dos itens, são extremamente necessários para o sucesso da estratégia.

Diante disso, é possível ver a importância de contar com fornecedores que ajudem a tornar esse processo algo funcional.

A agilidade é essencial, já que o tempo é um fator que deve ser muito bem administrado para que realmente a estratégia possa ser definida como cross docking.

Os principais pontos para identificar esses fornecedores são a capacidade de produção, de distribuição e de reposição, além da eficiência dos processos internos, que devem envolver questões como organização e suporte em tempo real para ajudar no cumprimento das demandas.

Aprimore processos internos

Para contar com as principais vantagens do cross docking, uma das etapas mais importantes é a revisão e o posterior aprimoramento dos processos internos.

Definir o papel de cada setor e qualificar a comunicação interna são alguns exemplos de práticas a serem otimizadas. O já citado uso do ERP é um aliado para colocar essa ação em prática com o devido cuidado.

Quanto maior for a eficiência dos procedimentos internos, melhor eles se refletirão na capacidade de entrega, no aumento das vendas e na melhoria da imagem da empresa no mercado.

Fortaleça a logística do seu e-commerce

O e-commerce se destaca por ter, na maioria das vezes, uma logística mais descomplicada em relação às lojas físicas. Mas e se houvesse uma estratégia capaz de melhorá-la ainda mais? É exatamente isso que o cross docking é capaz de fazer. Algumas das vantagens de usar esse sistema no e-commerce são:

  • redução do espaço para armazenamento;
  • mais eficiência na conferência dos produtos;
  • maior variedade de itens;
  • melhora na experiência do cliente.

Para que esse sistema funcione bem, é necessário haver um bom gerenciamento do tempo e uma comunicação clara não só entre os setores, mas também com os fornecedores e o público, a fim de alinhar os prazos da maneira mais transparente possível.

Ainda sobre o e-commerce, o cross docking contribui de forma sistemática para que você possa criar promoções, garantir uma entrega rápida dos produtos e, assim, destacar-se no mercado pela sua eficiência. Essa ação certamente contribuirá para a geração de um tráfego maior para a sua loja virtual, o que naturalmente vai ocasionar mais vendas.

Associe cross docking com omnichannel

omnichannel surgiu para proporcionar ao público uma maior capacidade de explorar as vantagens oferecidas pelas empresas. A sua definição básica consiste na integração de lojas físicas e virtuais para oferecer um leque maior de opções para os clientes.

O cross docking pode ser associado a essa estratégia para aumentar o número de produtos comercializados, a sua rotatividade e também oferecer preços melhores.

Falando em preços, é notório que, muitas vezes, o site oferece valores menores que a loja física por ter custos de manutenção reduzidos. No entanto, muitas lojas fazem promoções de produtos que apresentam baixa saída e podem oferecer preços mais competitivos em determinadas situações.

O omnichannel impulsiona essa competição saudável entre os diferentes canais da mesma empresa e o cross docking contribui de forma significativa para potencializar essa ação. Oferecer uma alta variedade de produtos com valores interessantes para o consumidor também é uma estratégia para se colocar à frente da concorrência.

Essa união entre a melhoria da gestão por meio de um ERP, o uso do cross docking para elevar a capacidade logística e o omnichannel para apresentar as melhores opções para os consumidores constitui um verdadeiro diferencial competitivo para qualquer negócio.

O que achou do cross docking? Pretende utilizá-lo na sua empresa? Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós!

CONTINUE ACOMPANHANDO NOSSAS NOVIDADES AQUI NO BLOG!
SAIBA MAIS SOBRE AS SOLUÇÕES DA JET E-BUSINESS:
SOLICITE UM CONTATO