Home / Performance / 6 dicas para fazer link building em e-commerce
link building em e-commerce

6 dicas para fazer link building em e-commerce

Você sabe qual é o caminho percorrido pelo seu cliente até a sua loja virtual?

Uma pesquisa realizada pelo serviço de monitoramento SEMRush constatou que 49% dos usuários de e-commerce no Brasil chegam aos sites de compra por meio de buscadores. Entre as lojas de menor porte, 52% se declaram totalmente dependentes do tráfego orgânico do Google.

O investimento em otimização do conteúdo, portanto, é fundamental para a sobrevivência de um negócio virtual. Existem diversas táticas de Search Engine Optimization (SEO) que ajudam a garantir o ranqueamento da loja na primeira página do buscador. Neste artigo, vamos destacar uma delas: o link building para e-commerce.

Conheça!

O que é link building?

A tradução literal de link building é “construção de links”. O método consiste, basicamente, em um conjunto de ações que estimulam o aumento de links apontados para um determinado site, visando alavancar sua autoridade na web.

E esse nome não é usado à toa: a autoridade da marca deve ser estruturada a partir de bases sólidas de conteúdo, bem como da utilização adequada das ferramentas disponíveis. Em geral, o alicerce é formado por links externos e internos.

Qual a lógica dos links externos?

Digamos que, cada vez que alguma página da web sugere o seu conteúdo ou seu produto por meio de um link direto, é como se lhe desse um voto de confiança prontamente reconhecido pelo Google. Quanto mais votos você tiver, maior será o reconhecimento da qualidade do conteúdo perante o buscador.

Essa explicação não expressa, entretanto, a complexidade dos algoritmos responsáveis por tais interpretações. Eles são programados para que o usuário nunca seja enganado e seguem algumas regras para coibir tentativas de manipulação.

Assim, podemos usar estratégias de link building de maneira ativa para buscar um crescimento natural, mas existem alguns limites nesse campo de ação: sempre que o reconhecimento for forçado, o Google identificará e punirá seu site com o pior dos castigos: a perda de ranqueamento.

Mais valem 10 sites de qualidade apontando para o seu do que uma infinidade de páginas com péssimo conteúdo te indicando. A lógica é certeira: sites ruins têm “amigos” ruins. Você não quer se vincular a essa categoria!

E os links internos?

Os links internos são aqueles utilizados no seu site para apontar outras páginas do próprio domínio. Eles agregam valor ao seu e-commerce por facilitar a navegação do usuário, guiando-o por meio de uma hierarquia lógica de assuntos, produtos e serviços.

Nesse caminho, a força de páginas mais importantes é transferida para páginas menos importantes. Mas também é preciso tomar cuidado com a relevância forjada: páginas só devem ser linkadas se realmente tiverem correlação de conteúdo.

Os links internos guiam o algoritmo do Google para provar o potencial de relevância de um site. Na falta deles, pode ser que os buscadores não consigam reconhecer todo o valor agregado do domínio.

Na prática, como posso aplicar link building ao e-commerce?

Agora que você já entendeu a lógica do link building, confira 6 dicas práticas para usar essa estratégia com eficiência em sua loja virtual.

1. Crie perfis em mídias sociais

Compartilhamentos de links em mídias sociais também contam como votos de confiança dos usuários. Assim, é fundamental ter um perfil nas principais redes, como Facebook, Instagram e Twitter.

Uma boa aposta para sites de e-commerce é o Pinterest. Você pode criar uma conta com seu catálogo de produtos e link direto para a página de compra. Cada vez que o conteúdo for “pinado” pelos usuários (uma espécie de repost), um novo voto de confiança será contabilizado para o seu negócio.

2. Facilite o compartilhamento dos produtos

Procure instalar plug-ins que viabilizem o compartilhamento dos produtos de dentro do seu site para as redes sociais dos usuários. Utilize ícones diretos para postagem no Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest. Cada compartilhamento de conteúdo contará como um novo link externo de qualidade na rede.

3. Faça vídeos com tutoriais e apresentação dos seus produtos

Vídeos chamativos, com conteúdo relevante sobre os produtos vendidos na sua loja virtual, ajudam a garantir um posicionamento de destaque do seu site nos buscadores. Há duas maneiras de fazer isso:

  • postando vídeos no YouTube com link para seu e-commerce na descrição, ou mesmo em um card dentro do vídeo (para isso, é preciso ser oficialmente parceiro do YouTube);
  • incorporando os links dos seus vídeos diretamente na página dos produtos. Em geral, buscadores valorizam páginas com conteúdo em vídeo devido à preferência do usuário por esse formato.

Você deve optar por uma das estratégias, jamais as duas ao mesmo tempo. Caso contrário, sua ação pode ser interpretada como link farm.

4. Tome cuidado com o link farm

Muitas empresas praticam o link farm (fazenda de links) como forma de aumentar relevância na web: em geral, criam outros sites ou fazem parcerias para que diversas páginas se linkem mutuamente.

Acordos do tipo “me linka que eu te linko” são facilmente identificados pelo Google e significam que seu conteúdo não é capaz de ganhar autoridade sem manipulação. Logo, o site é punido com perda de ranqueamento ou, até mesmo, exclusão dos resultados do Google.

5. Produza guest posts

Uma forma mais eficaz de conseguir links externos em sites de qualidade é produzir guest posts. Nessa modalidade, você publica conteúdo como convidado em um blog parceiro. Assim, é possível alcançar uma nova audiência e se posicionar como autoridade no seu segmento.

6. Crie um blog

Quem são seus clientes, que problemas costumam enfrentar e o que mais desejam conquistar? Sabendo essas respostas, você pode criar um blog com um conteúdo relevante para a sua persona. Além de estimular o tráfego, incentivar o compartilhamento e facilitar o acesso às páginas de produtos, um blog também é bastante útil para alavancar a linkagem interna.

Nesse caso, cada artigo postado pode conter links para outras páginas do e-commerce ou do blog. Mas tome cuidado para fazer esses links com as âncoras corretas: a palavra ou termo associados à URL devem se adequar ao contexto do artigo e ter total correspondência com o conteúdo de destino.

Como você pode perceber, construir autoridade na internet é uma tarefa árdua e de longo prazo. O que vai determinar o sucesso das suas ações de link building para e-commerce é a coerência e a capacidade de entregar o prometido sempre com qualidade e honestidade.

Quer mais dicas para estruturar uma estratégia digital integrada e consistente? Saiba como ser uma empresa omnichannel e garanta sempre o destaque da sua marca na mente do consumidor!

CONTINUE ACOMPANHANDO NOSSAS NOVIDADES AQUI NO BLOG!
SAIBA MAIS SOBRE AS SOLUÇÕES DA JET E-BUSINESS:
SOLICITE UM CONTATO