Home / Performance / Loja Virtual — O que compõe a estrutura ideal desse negócio?
Loja Virtual

Loja Virtual — O que compõe a estrutura ideal desse negócio?

Como bom brasileiro, você já deve ter assistido a um jogo de futebol.

Os dois times disputam a posse de bola e, no momento em que um deles consegue esse feito, precisa colocar toda uma estratégia em ação para finalizar a jogada e fazer o gol. O que muitos não sabem é que essa situação tem tudo a ver com a abertura de uma loja virtual e sua estrutura.

Quer saber por quê? Então, confira este post. Vamos explicar por que a estrutura de um de e-commerce é importante e quais são os elementos que não podem faltar no seu site. Acompanhe!

A importância da estrutura da loja virtual

Podemos dizer que o comércio virtual tem dois grandes desafios: o primeiro é atrair o usuário até o site, e o segundo é fazer com que ele realmente compre os produtos oferecidos.

Trazer o consumidor até a loja (que, no nosso exemplo do futebol, equivale a conquistar a posse de bola) exige uma série de otimizações e táticas de SEO, que já abordamos aqui no blog em outras ocasiões.

O segundo desafio diz respeito ao instante em que o consumidor chega à loja. No futebol, seria o momento em que o time tem a posse de bola e precisa passá-la com eficiência entre seus jogadores até fazer o gol — no e-commerce, a conversão.

Como isso funciona no e-commerce? Lembre-se de que, nessa modalidade de comércio, não existe um vendedor para abordar, oferecer e orientar. O site deve ser estruturado para “fazer essas jogadas” e cumprir esse papel.

Elementos indispensáveis para uma loja virtual

Então, o que o empreendedor pode fazer para ter um site vendedor? Não basta abrir uma loja virtual e acreditar que os usuários da internet serão automaticamente atraídos a ela e comprarão seus produtos — profissionalização é fundamental!

Conduzir o consumidor do simples interesse ao fechamento do negócio exige que a loja virtual tenha uma estrutura preparada para isso. Confira os elementos indispensáveis para alcançar esse objetivo.

1. Layout arrojado e prático

Nunca o site de uma loja virtual pode parecer amador. É importante que, entre os vários templates para e-commerce, sua loja escolha um layout agradável, arrojado e prático, pelo qual o usuário consiga navegar intuitivamente e encontrar tudo o que deseja.

Ao buscar um produto, o cliente precisa encontrá-lo com facilidade. Ele não pode ter a sensação de que é mais fácil localizar uma agulha no palheiro do que a mercadoria em que tem interesse.

Além disso, o site precisa ser tecnicamente “leve” para ter exibição rápida. O Google, por exemplo, penaliza páginas que demoram mais de 2 ou 3 segundos para carregar, reduzindo a posição delas no ranking de buscas.

Portanto, nada de criar um site lento e pesado. Aquela ampulheta ou círculo que ficam girando indefinidamente proporcionam uma experiência ruim ao usuário, levam ao aumento da taxa de rejeição e prejudicam seu posicionamento na página de resultados.

2. Principais páginas

Refaça mentalmente o caminho que seus consumidores fazem na loja e pense tanto nos recursos indispensáveis quanto em como tornar essa jornada mais simples. Além de uma página de início atrativa, existem outras que não podem faltar. Veja quais são:

Quem somos

Uma das principais preocupações dos internautas se refere à idoneidade das empresas com quem fazem negócio. Por isso, muitos preferem comprar de marketplaces e grandes players do que em vendedores pouco conhecidos.

Uma página “quem somos” bem detalhada ajuda a reduzir essa insegurança. Se a sua loja já tem tradição no varejo físico, faça de sua história uma vantagem. Conte-a aos clientes nesse espaço, criando credibilidade.

Produtos ou serviços

Suas páginas de produtos são o coração do e-commerce. Elas têm a função de informar o consumidor, despertar o desejo pela mercadoria, oferecer opções adicionais e conduzi-lo à compra.

Portanto, além de imagens profissionais e de boa qualidade, os produtos devem ter uma descrição clara e detalhada. Essa página precisa exibir tudo que o consumidor precisa saber para comprar a mercadoria com segurança.

Além de não perder o cliente que ficou na dúvida, uma descrição detalhada evita devoluções e os custos que elas acarretam. Se possível, utilize também vídeos demonstrativos e visualizações 360°, evitando imprecisões.

Carrinho de compras

A eficiência do carrinho de compras é fundamental para o sucesso no e-commerce. Um obstáculo, por menor que seja, pode levar o cliente a desistir do negócio. Por isso, é bom não arriscar.

É importante contratar uma plataforma que integre várias opções de pagamento e permita uma transação simples e rápida. O JET Checkout, por exemplo, proporciona a melhor experiência de checkout do mercado, e o resultado é um aumento de 70% na velocidade da compra, com redução de 20% no abandono do carrinho.

social login também é um recurso muito importante. Ele evita que o usuário precise preencher longos formulários, facilitando a interação com o cliente e a concretização da venda.

Dúvidas frequentes

Aos poucos, o brasileiro está perdendo o medo de comprar pela internet. Porém, quando se trata de um fornecedor que ele ainda não conhece, podem surgir algumas dúvidas: “e se não for entregue”, “e se eu não gostar”, “e se o produto tiver defeito” etc.

A página de dúvidas frequentes, assim como o “Quem somos”, tem a função de responder essas questões e reduzir a insegurança do comprador. Coloque ali, de forma clara, as políticas da empresa para todos essas situações.

Contato

Alguns consumidores ainda sentem a necessidade de entrar em contato com a empresa. Eles fazem isso para tirar dúvidas ou relatar problemas com o produto e a entrega. Por isso, seu site precisa ter opções de contato em outros canais.

3. Navegabilidade

Já comentamos que o layout do site de e-commerce deve permitir uma interação simples e intuitiva. Alguns elementos podem contribuir para a navegabilidade do site, e é importante que você os conheça.

A barra de navegação deve ficar no topo do site, permitindo que o consumidor visualize facilmente em que parte da estrutura ele está localizado. Assim, ele poderá voltar ao ponto desejado quando quiser.

Além disso, a barra de pesquisa precisa ocupar um lugar de destaque, também na parte superior da página. É importante que essa busca tenha um sistema de filtro, para facilitar a localização do produto que o consumidor deseja.

Hoje em dia, já não se fala em e-commerce sem responsividade. Isso significa que o site vai se adaptar às telas de qualquer dispositivo móvel, permitindo a visualização perfeita dos elementos.

Também não se pode esquecer da paginação. Lembre-se de que é natural que, quando muitos produtos são exibidos em uma página, os últimos costumam receber uma quantidade menor de visualizações e cliques (pageviews).

Isso precisa ser levado em conta para que os produtos que são prioridade na sua empresa estejam em destaque, nas primeiras posições. Os últimos lugares devem ser reservados aos menos relevantes.

Entendeu qual é a estrutura ideal para uma loja virtual e como ela é importante para gerar conversões? Quer outras informações para garantir o sucesso do seu comércio online? Então, conheça o nosso Guia sobre os modelos de negócio em e-commerce. Faça o download agora mesmo!

 

CONTINUE ACOMPANHANDO NOSSAS NOVIDADES AQUI NO BLOG!
SAIBA MAIS SOBRE AS SOLUÇÕES DA JET E-BUSINESS:
SOLICITE UM CONTATO
1106 Lido total 2 Lido hoje