Home / Performance / Marketing de Conteúdo: Como fazer?

Marketing de Conteúdo: Como fazer?

Analisemos dois fatores na Internet:

1. Hoje em dia a internet se tornou uma gigantesca biblioteca virtual colaborativa, onde os próprios usuários, outrora apenas consumidores de conteúdo, agora também o produzem;

2. Os avanços tecnológicos nas plataformas de buscadores como Google e Bing, fizeram da localização de determinado conteúdo virtual uma tarefa simples e rápida.

Estes dois acontecimentos mudaram os hábitos de navegação do internauta e criaram um cenário que, se detectado e bem aproveitado pelas empresas, pode trazer muitos frutos.

O internauta está, mais do que nunca, acessando a internet para obter informações. Mesmo quando se trata de adquirir um produto em um e-commerce, antes ele acessa buscadores e redes sociais buscando por informações do produto, como fotos, vídeos, dicas de manutenção, comentários de outros compradores, etc.

Nesse sentido é muito importante que sua empresa seja a responsável por levar essas informações até o internauta que as busca.

Para atingir esse objetivo existem 3 ferramentas a serem utilizadas, que são:

  • Blog
  • Redes Sociais
  • Newsletter

1. Blog

O blog é uma mídia onde podem ser disponibilizados textos mais extensos e ricos em conteúdo. Descubra quem é seu público-alvo, qual tipo de informação ele busca e forneça essas informações para ele. Dessa forma você posiciona sua marca como autoridade nos assuntos relacionados ao seu segmento. O consumidor passa a enxergá-la com credibilidade e confiança.

Regra básica: Produza conteúdo de qualidade, bem escrito, rico em informações e, principalmente, relevante para seu público-alvo.

2. Redes Sociais

A atuação em redes sociais é importante em dois sentidos:

– Mesmo que sua empresa não esteja nas redes sociais falando de si, é muito provável que alguém já esteja lá falando dela. É preciso que sua empresa tome as rédeas dessa conversa de forma a conduzi-la a seu favor, sempre levando em conta que a internet de hoje em dia é uma via de duas mãos onde o consumidor deseja ouvir e falar.

– Outro uso das Redes Sociais é o poder de propagação que ela oferece a seus usuários. Pode-se enxergar estes ambientes de interação como uma grande roda de conversa com milhares de integrantes. Esses indivíduos entram na conversa, consomem e produzem informação e partem para outra roda de conversas, levando consigo o conteúdo absorvido e, se tal conteúdo for interessante, divulgando-o na roda de conversas seguinte.

Dessa forma, todo conteúdo relevante que sua empresa divulga em redes sociais é amplificado devido ao grande número de pessoas presentes neste ambiente.

As Redes Sociais são para a empresa um instrumento de monitoramento e feedback do consumidor e, ao mesmo tempo, um veículo de rápida propagação.

Regra básica: Ao se inserir corporativamente nas mídias sociais, tenha em mente que se trata de um ambiente informal, de interação e, portanto, deve-se passar 90% do tempo ouvindo as conversas e 10% falando. Dessa forma o tom da conversa é melhor detectado e a empresa pode falar “na língua” dos internautas.

3. Newsletter

Como já dito, o internauta busca informações sobre tudo. Para obtê-las ele navega de página em página procurando o que há de mais interessante e relevante publicado nos portais, sites e blogs especializados em sua área de interesse. Por isso, seja um facilitador. Crie um atalho entre seu público-alvo e as principais notícias do segmento. A ferramenta ideal para isso é um Newsletter.

Primeiro pesquise na Internet os melhores sites de conteúdo de interesse de seu público-alvo. Agrupe cerca de 20 destes sites em uma lista e, com uma freqüência determinada (aconselho que seja semanal), envie por e-mail para seu público-alvo um apanhado com cerca de 10 notícias de maior relevância relacionadas ao seu segmento.

Regra básica: Elabore um instrumento de coleta de e-mails dos integrantes de seu target (pode ser um cadastro em sua loja virtual, ou mesmo na loja física), deixe explícito e claro que serão enviados e-mails informativos e disponha sempre a opção de cancelar o recebimento do newsletter.

Essas são as 3 ferramentas que sua loja virtual pode usar para implementar ações de Marketing de Conteúdo. Lembre-se: como o próprio nome diz, a intenção é transmitir conteúdo, e não ofertas. Desde que seja transmitido um conteúdo de qualidade e que acrescenta algo ao leitor, sua marca desenvolverá valor agregado e as vendas serão uma conseqüência disso.