Home / Consumidor / Norton divulga pesquisa sobre segurança online
password

Norton divulga pesquisa sobre segurança online

Segurança

Todos os anos a Norton realiza o estudo Norton Cybersecurity Report, que mostra quais são, quantos são e como as falhas de segurança digital impactam os consumidores em todo o mundo. A pesquisa deste ano entrevistou 17.125 adultos em 17 países.

No último ano, 584 milhões de pessoas foram vítimas de algum tipo de crime online. Mesmo sabendo que isso pode acontecer com todos, os consumidores não se previnem ou se protegem quando estão conectados. No Brasil, 9 de cada 10 pessoas sofreram os efeitos das falhas de segurança – seja na própria pele ou com pessoas que conhecem. O prejuízo financeiro, por aqui, foi de 44 bilhões nos últimos 12 meses.

Em 2014, 348 milhões de perfis foram violados por conta de hackers, 594 milhões de pessoas foram afetadas por crimes digitais – violação de privacidade, informações financeiras e outros.

Para o cenário brasileiro, o estudo revelou que os consumidores correm mais risco de serem vítimas de crimes on-line do que em outros países. Entre os entrevistados:

  • 75% teve o dispositivo móvel roubado (vs. 46% globalmente)
  • 57% teve seu perfil de rede social acessado sem permissão (vs. 36% globalmente)
  • 54% caiu em phishing (vs. 30% globalmente)
  • 54% foi vítima de fraude de cartão de crédito (vs. 35% globalmente)

Os consumidores são confiantes quanto ao seu comportamento digital, mas os dados mostram que a maioria não adota medidas de proteção nos dispositivos. O comportamento se repete em todo o mundo: o usuário não passa no primeiro teste de segurança online: a criação de senha segura.

No Brasil, 1/3 dos entrevistados não usam senha em seus dispositivos (desktop, laptops ou smartphones); 13% compartilham senhas; a vasta maioria, 68% compartilha a senha do e-mail, 54% das redes sociais; 48% da TV e 45% da conta bancária. Mesmo assim, 65% sabem que é mais arriscado compartilhar a sua senha do e-mail que emprestar seu carro.

Outro fato importante: há a percepção de que as crianças são mais vulneráveis ao crime digital, mas mesmo assim, 44% das vítimas são os millennials, jovens nascidos na era digital, que costumam deixar de lado a segurança. Em comparação, apenas 16% dos Baby Boomers (+ 55 anos) foram vítimas de crimes online, pois têm o hábito de criar senhas seguras e não as compartilham.

Dicas de segurança da Norton

  1. Crie senhas seguras. Elas precisam misturar caracteres em caixa alta e baixa, símbolos e números. Exemplo: em vez de jetecommerce, a senha pode ser J3t3c0mm3rc3 (o simples fato de trocar vogais por números ajuda muito). Se você adicionar símbolos, melhora muito: $J3t3c0mm3rc3%
  2. Sempre apague e-mails de pessoas que não conhece e nunca clique nos anexos de e-mails suspeitos.
  3. Nas redes sociais, se uma oferta é boa demais para ser verdade, provavelmente será um golpe. Não há viagem grátis para o Taiti, principalmente se não é a promoção de uma marca ou empresa reconhecida.
  4. Sempre acompanhe os extratos – da conta corrente, cartão de crédito, etc. Sempre avise imediatamente qualquer anormalidade – os criminosos andam fazendo pequenas cobranças de teste para depois limpar a conta.
  5. Nunca adie a atualização de software. As atualizações sempre corrigem falhas de segurança que podem ser usadas para invadir seu equipamento.
  6. Use uma solução de backup e faça backups regularmente – isso garante que seus arquivos estarão a salvo em caso de problemas.
  7. Use soluções de segurança de confiança, com várias camadas de proteção e reconhecidas pelo mercado.
848 Lido total 1 Lido hoje